Notícias
 
Desemprego em 7 regiões fica estável em julho, diz Dieese/Seade
PED mostrou que a taxa de desemprego no conjunto de sete regiões metropolitanas do país ficou em 10,7% em julho
29/08/2012




A Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED), realizada em conjunto e divulgada nesta quarta-feira pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Econômicos (Dieese) e pela Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade), mostrou que a taxa de desemprego no conjunto de sete regiões metropolitanas do país ficou em 10,7% em julho, a mesma taxa de junho. No mesmo período do ano passado, o desemprego era de 11%. O contingente de desempregados no conjunto das sete regiões em julho foi estimado em 2,409 milhões de pessoas, 14 mil a mais que em junho.

O levantamento é realizado nas regiões metropolitanas de São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre, Salvador, Recife, Fortaleza e no Distrito Federal. De acordo com a pesquisa Dieese/Seade, a população economicamente ativa (PEA) das sete regiões ficou em 22,617 milhões de pessoas, 133 mil mais que em junho.

Por regiões


Na passagem de junho para julho, o desemprego diminuiu em São Paulo, de 11,2% para 11,1%. A taxa de desemprego também caiu no Distrito Federal, de 12,9% para 12,7%; em Porto Alegre, de 7,2% para 7%; e em Salvador, de 17,9% para 17,8%. A taxa subiu em Belo Horizonte, de 4,8% para 5%, e no Recife, de 10,9% para 11,6%. Em Fortaleza, o desemprego se manteve em 9,7%. A PED também mostrou que índice de trabalhadores com carteira assinada no setor privado caiu 0,3% de junho para julho, o que representou 29 mil pessoas ocupadas a menos nessa condição. No mesmo período, o número de trabalhadores sem carteira cresceu 65 mil, o que representa alta de 3,8% ante junho. Na comparação com julho do ano passado, o número de trabalhadores com carteira no setor privado cresceu 429 mil (+4,5%) e o de sem carteira caiu 17 mil (-0,9%).

Setores

Na comparação com junho, a indústria de transformação foi o setor que mais demitiu no conjunto das sete regiões, com 39 mil ocupados a menos. Também foram 17 mil a menos em comércio e reparação de veículos. Na construção civil o número de ocupados cresceu 3 mil e, nos serviços, aumentou 172 mil. Isso totaliza 119 mil ocupados a mais no conjunto dos setores. Na comparação com julho do ano passado, a indústria de transformação registrou demissão líquida de 47 mil pessoas. Comércio e reparação de veículos reduziu em 91 mil o número de ocupados. Na construção, o número cresceu 119 mil e, em serviços, aumentou 554 mil. Isso representa 499 mil ocupados a mais que em julho de 2011.

Renda

Em junho, no conjunto das sete regiões pesquisadas, o rendimento médio real dos ocupados subiu 1%, para R$ 1.495,00 em relação a maio. Já o rendimento médio real dos assalariados ficou em R$ 1.533, alta de 0,1% ante maio. Na pesquisa do Dieese/Seade os dados relativos à renda são sempre o do mês anterior ao do levantamento.

 

 

Fonte: Valor

 
Veja também
 
 
 
Canal WhatsApp
 
Ramais - SEDE STIMEPA
  • Telefone Principal: (51) 3371-9000
  • Saúde do Trabalhador - Ramal 9025
  • Cobrança - Ramal 9023 e 9028
  • Jurídico - Ramal 9029
  • Homologação - Ramal 9046
  • Secretaria Geral - Ramal 9026
  • Administrativo/Financeiro - Ramal 9018
 
Redes Sociais
 
 
Folha Metalúrgica
 
Assista
 
Escute
Escolha o áudio abaixo...

 
Boletim Eletrônico
Receba em seu e-mail o boletim eletrônico e informes do Sindicato

Não quero mais participar
 
Veja Também
 
 
O Sindicato
  Institucional
  História
  Diretoria
  Base do Sindicato
  Subsedes
  Aposentados
  Colônia de Férias
  Lazer
Serviços
  Benefícios para Associado
  Tesouraria
  Jurídico
  Homologação
  Médico
Convenções
  Metalurgia
  Reparação de Veículos
  Máquinas Agrícolas
Galerias
  Fotos
  Vídeos
  Escute
  Notícias
  Opinião do Sindicato
  Folha Metalúrgica
  Publicações
CNM  FTM RS  CUT
 
STIMEPA - Sindicato dos Metalurgicos de Porto Alegre
Av. do Forte, 77 - Cristo Redentor - CEP 91.360-000;
Telefone: (51) 3371.9000 - Porto Alegre - RS.
 
Omega Tecnologia