Notícias
 
ANS suspende comercialização de 212 planos de saúde de 21 operadoras
De março a junho, foram recebidas 17.417 reclamações sobre a garantia de atendimento de operadoras
20/08/2013




A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) suspendeu hoje (20) 212 planos de saúde de 21 operadoras. Com a suspensão, as empresas ficam proibidas de vender novos planos até que resolvem seus problemas de atendimento aos clientes atuais.

O critério para a suspensão foi a reincidência de reclamações, entre maio e junho, sobre descumprimento do prazo para o atendimento médico hospitalar – que varia de três a 21 dias – e deixaram de fazer justificativa formal, por escrito, em prazo de até 48 horas.

De março a junho, foram recebidas 17.417 reclamações. Segundo a ANS, a suspensão dos 212 planos é uma medida que protege 4,7 milhões de usuários, o que representa 9,7% do total de usuários do sistema.

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, afirmou que o novo balanço é “um marco”, porque mostra a importância da participação do usuário e consumidor de planos no monitoramento das agências. “A partir de janeiro de 2012 temos metodologia de monitoramento baseada na informação feita pelo usuário. Isso reforça o papel do cidadão, que registra a queixa”, afirmou.

Das 553 operadoras com pelo menos uma reclamação, 523 são operadoras médico hospitalares e 30 são de assistência odontológica. Em relação ao último ciclo de monitoramento, relativo ao trimestre de dezembro- março, cinco operadoras continuam com 34 planos suspensos. Ao longo dos seis ciclos de monitoramento, feitos desde janeiro de 2012, 618 planos de saúde de 73 operadoras já foram suspensos.

O ministro reforçou a importância da ANS em mediar os conflitos entre operadoras e usuários sem processos administrativas ou medidas judiciais. “Dos conflitos e reclamações, 81% são resolvidos com mediação da ANS. O papel da ANS não é suspender planos, mas fazer com que cumpram prazos com a maior qualidade de atendimento possível.”

Ele afirmou que o funcionamento dos planos de saúde só poderá ser considerado bom quando não houver mais queixas. “Os planos só estarão funcionando bem quando não tiver queixa nenhuma, e este ciclo registra que a ANS resolve a maior parte dos conflitos.”

Reativação

Ao todo, 125 planos de 6 operadoras estão sendo reativados. Destes, 52 planos são da Unimed Paulistana – Sociedade Cooperativa de Trabalho Médico, que está saindo da lista de operadoras com planos suspensos. Os 73 demais planos reativados são de operadoras que estão apresentando melhora em seus resultados, mas ainda possuem alguns produtos suspensos.

Desses 73 planos, 66 não tiveram nenhuma reclamação nos últimos seis meses e 7 não tiveram reclamações nos últimos três meses. As operadoras com reativação parcial de planos são: Green Line (55), Excelsior (6), Saúde Medicol (5), Unimed das Estâncias Paulistas (5), Universal Saúde (2).

 

 

Fonte: Rede Brasil Atual

 
Veja também
 
 
Ramais - SEDE STIMEPA
  • Telefone Principal: (51) 3371-9000
  • Saúde do Trabalhador - Ramal 9025
  • Cobrança - Ramal 9023 e 9028
  • Jurídico - Ramal 9029
  • Homologação - Ramal 9046
  • Secretaria Geral - Ramal 9026
  • Administrativo/Financeiro - Ramal 9018
 
Redes Sociais
 
 
Folha Metalúrgica
 
Assista
 
Escute
Escolha o áudio abaixo...

 
Boletim Eletrônico
Receba em seu e-mail o boletim eletrônico e informes do Sindicato

Não quero mais participar
 
Veja Também
 
 
O Sindicato
  Institucional
  História
  Diretoria
  Base do Sindicato
  Subsedes
  Aposentados
  Colônia de Férias
  Lazer
Serviços
  Benefícios para Associado
  Tesouraria
  Jurídico
  Homologação
  Médico
Convenções
  Metalurgia
  Reparação de Veículos
  Máquinas Agrícolas
Galerias
  Fotos
  Vídeos
  Escute
  Notícias
  Opinião do Sindicato
  Folha Metalúrgica
  Publicações
CNM  FTM RS  CUT
 
Stimepa - Sindicato dos Metalurgicos de Porto Alegre
Av. Francisco Trein, 116 - Cristo Redentor - CEP 91350-200
Telefone: (51) 3371.9000 - Porto Alegre - RS
 
Omega Tecnologia