Notícias
 
Alimentos mais baratos ajudam a segurar a inflação
FGV mostra que seis dos oito grupos pesquisados apresentaram avanços em relação à apuração da terceira prévia do mês
01/07/2013




São Paulo- O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) encerrou o mês de junho em alta de 0,35% ante 0,37% percentual apurado na terceira prévia do mês. Esse pequeno decréscimo foi influenciado pelo grupo alimentação que passou de 0,20% para 0,02%. Houve recuo das frutas de 1,33% ante 0,94% no período anterior.

Também houve influência do grupo vestuário com variação de 0,59% ante 0,71% na terceira prévia. Neste último caso, o destaque foi o vestuário feminino - que teve elevação mais lenta - passando de 0,93% para 0,70%.

O levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV) mostra que seis dos oito grupos pesquisados apresentaram avanços em relação à apuração da terceira prévia do mês. A taxa mais expressiva foi constatada em saúde e cuidados pessoais com 0,48% ante 0,34% e foi puxada pelos medicamentos em geral cujo valor médio cobrado foi revertido de uma queda de 0,08% para uma alta de 0,23%.

Nos demais grupos ocorreram as seguintes oscilações: em educação, leitura e recreação, alta de 0,35% ante 0,23%. Para isso, contribui a alta de 12,66% da passagem aérea ante uma alta anterior de 5,21%; habitação passou de 0,64% para 0,67%, influenciada pela tarifa elétrica residencial que chegou a 0,43% ante 0,18%; transportes subiram de 0,29% para 0,30%, com destaque para a recuperação de preço da gasolina, que tinha caído 0,71% e fechou o mês com queda de 0,47%; comunicação teve pequena alteração com 0,23% ante 0,22% e entre os itens de pressão inflacionária o destaque foi a tarifa de telefone com elevação de 0,74% ante 0,55%. O grupo despesas diversas apresentou acréscimo de 0,16% ante 0,14%, resultado alcançado sob o efeito da clínica veterinária, reajustada em 0,94% ante 0,57%.

Os itens com maior influência de alta foram: tarifa de ônibus urbano que passou de 2,09% para 2,10%; refeições em bares e restaurantes de 0,57% para 0,68 %; condomínio de 1,11% para 1,71%; aluguel residencial de 0,81% para 0,75% e leite tipo longa vida de 3,63% para 3,90%.
 

 

Fonte: Agência Brasil

 
Veja também
 
 
Ramais - SEDE STIMEPA
  • Telefone Principal: (51) 3371-9000
  • Saúde do Trabalhador - Ramal 9025
  • Cobrança - Ramal 9023 e 9028
  • Jurídico - Ramal 9029
  • Homologação - Ramal 9046
  • Secretaria Geral - Ramal 9026
  • Administrativo/Financeiro - Ramal 9018
 
Redes Sociais
 
 
Folha Metalúrgica
 
Assista
 
Escute
Escolha o áudio abaixo...

 
Boletim Eletrônico
Receba em seu e-mail o boletim eletrônico e informes do Sindicato

Não quero mais participar
 
Veja Também
 
 
O Sindicato
  Institucional
  História
  Diretoria
  Base do Sindicato
  Subsedes
  Aposentados
  Colônia de Férias
  Lazer
Serviços
  Benefícios para Associado
  Tesouraria
  Jurídico
  Homologação
  Médico
Convenções
  Metalurgia
  Reparação de Veículos
  Máquinas Agrícolas
Galerias
  Fotos
  Vídeos
  Escute
  Notícias
  Opinião do Sindicato
  Folha Metalúrgica
  Publicações
CNM  FTM RS  CUT
 
Stimepa - Sindicato dos Metalurgicos de Porto Alegre
Av. Francisco Trein, 116 - Cristo Redentor - CEP 91350-200
Telefone: (51) 3371.9000 - Porto Alegre - RS
 
Omega Tecnologia