Notícias
 
Conquista do 13º salário completa 50 anos
Trabalhadores na Pirelli foram os primeiros a conquistar o pagamento
17/07/2012


O 13º salário é considerado hoje um dos instrumentos para aquecer a economia do País. Em 2011, o benefício pago aos trabalhadores com carteira assinada injetou R$ 1,8 bilhão na economia da Região, de acordo com os dados divulgados pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos). O abono de Natal, popularmente conhecido como 13º, completa 50 anos neste mês de julho. Os trabalhadores na Pirelli, de Santo André, foram um dos primeiros na Região a conquistar o pagamento.

O coordenador de relações sindicais do Dieese, José Silvestre Prado de Oliveira, lembrou que essa luta transformou-se numa conquista a toda a sociedade. “O 13º salário aquece a economia, um salário a mais significa maior consumo e, com isso, mais produção e emprego”.

As lutas pelo pagamento começaram durante os efervescentes anos 1960. Após muitas mobilizações dos operários em todo o País, a gratificação salarial foi instituída pela Lei nº 4.090, de 13 de julho de 1962, assinada pelo presidente João Goulart, que oficializou o abono de Natal na legislação do trabalho.

Na Região, a luta se intensificou nesse mesmo período depois que os trabalhadores na Pirelli começaram a receber a gratificação. A mobilização se estendeu a trabalhadores de outras fábricas como Rhodia, Firestone, Laminação Nacional de Metais pela reivindicação a este direito.

Movimento

O contexto político da época era turbulento pela forte oposição de setores conservadores ao governo de João Goulart. Os operários se uniram e realizaram protestos e greve nas fábricas, e foram às ruas. O ex-prefeito de Santo André, João Avamileno, naquele ano havia começado a trabalhar na Pirelli como ajudante-geral, aos 18 anos, e relembra alguns atos. “A

luta sindical no ABCD sempre foi muito forte, os trabalhadores iam às ruas, deflagravam greve e isso resultou em uma série de benefícios aos trabalhadores. Por isso, é importante lembrar que esses direitos foram conquistados com muito suor e união e ao custo de muitas demissões e até de mortes de trabalhadores. Acompanhei de perto a luta pelo 13º e me orgulho por essa conquista.”

“Mesmo a Pirelli dando o abono de Natal, lutamos para que o benefício fosse reconhecido por lei como direito do trabalhador e assim estendido a todas as categorias. A união dos operários do ABCD representou força ao movimento que outros sindicatos faziam pelo País. A Região era o palco das principais lutas trabalhistas,” disse o aposentado Nerci Domingues.

Greve geral

Em 5 de julho de 1962 milhares de trabalhadores organizaram, junto com o CGG (Comando Geral de Greve), uma greve geral no País. As principais reivindicação eram de caráter político, como a criação de um “gabinete ministerial nacionalista
e democrático”, até itens sindicais como melhorias de condições de trabalho, abono salarial, liberdade sindical, entre outros. Dias depois o presidente sancionou a lei do 13º salário.

 

 

Por: www.sindimetal-es.org.br
 

 
Veja também
 
 
Ramais - SEDE STIMEPA
  • Telefone Principal: (51) 3371-9000
  • Saúde do Trabalhador - Ramal 9025
  • Cobrança - Ramal 9023 e 9028
  • Jurídico - Ramal 9029
  • Homologação - Ramal 9046
  • Secretaria Geral - Ramal 9026
  • Administrativo/Financeiro - Ramal 9018
 
Redes Sociais
 
 
Folha Metalúrgica
 
Assista
 
Escute
Escolha o áudio abaixo...

 
Boletim Eletrônico
Receba em seu e-mail o boletim eletrônico e informes do Sindicato

Não quero mais participar
 
Veja Também
 
 
O Sindicato
  Institucional
  História
  Diretoria
  Base do Sindicato
  Subsedes
  Aposentados
  Colônia de Férias
  Lazer
Serviços
  Benefícios para Associado
  Tesouraria
  Jurídico
  Homologação
  Médico
Convenções
  Metalurgia
  Reparação de Veículos
  Máquinas Agrícolas
Galerias
  Fotos
  Vídeos
  Escute
  Notícias
  Opinião do Sindicato
  Folha Metalúrgica
  Publicações
CNM  FTM RS  CUT
 
STIMEPA - Sindicato dos Metalurgicos de Porto Alegre
Av. do Forte, 77 - Cristo Redentor - CEP 91.360-000;
Telefone: (51) 3371.9000 - Porto Alegre - RS.
 
Omega Tecnologia