Notícias
 
Manifestações de 7 de abril - Dia Mundial da Saúde
CUT-RS e centrais no RS planejam manifestações para esta quarta
05/04/2021




A CUT-RS e as centrais sindicais no Rio Grande do Sul realizam na próxima quarta-feira, 7 de abril, uma série de manifestações para marcar o Dia Mundial da Saúde, cobrando dos governos vacina já para todos e todas, quebra de patentes, emprego e auxílio emergencial de R$ 600, além de reforçar a luta pelo Fora Bolsonaro.

Usando máscaras e respeitando o distanciamento sanitário, a mobilização na Capital começará logo após o amanhecer, às 7h, com a exibição de faixas, cartazes e banners em viadutos e passarelas de várias ruas, avenidas e rodovias.

Às 9h30, será realizado um ato simbólico em frente à Prefeitura de Porto Alegre, com cruzes e um caixão para simbolizar os mais de 300 mil brasileiros e brasileiras que morreram na pandemia e protestar contra o descaso das autoridades diante do colapso da saúde. No RS já são mais de 20 mil vidas perdidas.

Haverá também manifestações em várias cidades do interior gaúcho, que estão sendo organizadas pelas centrais e movimentos sociais.

Exigimos uma política em defesa da vida

Para o presidente da CUT-RS, Amarildo Cenci, a passagem do Dia Mundial da Saúde é oportuna para exigir uma política em defesa da vida dos governos municipais, estaduais e federal. “Além da Covid-19, estamos sendo vítimas da política genocida de Bolsonaro, o que explica o ritmo lento da vacinação, a ausência de testagem em massa, a falta de leitos de UTI e o caos na saúde”, afirma.

“Temos que nos reinventar para levantar a nossa voz em meio à pandemia para denunciar que milhares de famílias continuarão perdendo seus entes queridos por culpa da irresponsabilidade dos governos Bolsonaro, Eduardo Leite e Sebastião Melo, que não garantem vacinas para todos e todas, nem quebra de patentes, emprego e auxílio emergencial de R$ 600”, destaca Amarildo.

Para o secretário de Saúde do Trabalhador da CUT-RS, Alfredo Gonçalves, é essencial garantir vacinação em massa. “Não podemos ficar indiferentes diante do adoecimento e a morte da população. Temos ciência e recursos disponíveis para implementar políticas públicas de proteção à vida de todas as pessoas”, enfatiza.

Quebra de patentes é essencial

A luta pela quebra de patentes é fundamental. “Não existe vacina no mercado para todo mundo. Não é só o Brasil que enfrenta problemas em relação a isso. O que o governo federal devia ter feito era o planejamento visando a imunização da população”, aponta a secretária nacional da Saúde do Trabalhador da CUT, Madalena Margarida da Silva, que participou na terça-feira (30/03), da reunião virtual do Coletivo Estadual de Saúde da CUT-RS.

Ela ressalta que existe um movimento global que luta por vacina para todos e todas, quebra de patentes e defesa do emprego. “O conhecimento deve ser utilizado da forma mais democrática possível. Precisamos amplificar esse debate, fortalecer o combate à covid-19 e garantir proteção do emprego e da renda”, disse Madalena.

Assista ao vídeo da CUT para o Dia Mundial de Saúde

 

Fonte: CUT RS

 

 

 
Veja também
 
 
 
 
 
 
 
Redes Sociais
 
 
Folha Metalúrgica
 
Assista
 
Escute
Escolha o áudio abaixo...

 
Boletim Eletrônico
Receba em seu e-mail o boletim eletrônico e informes do Sindicato

Não quero mais participar
 
Veja Também
 
 
Serviços
  Benefícios para Associado
  Tesouraria
  Jurídico
  Homologação
  Saúde
  Catálogo de Convênios e Parcerias
O Sindicato
  Institucional
  História
  Diretoria
  Base do Sindicato
  Subsedes
  Aposentados
  Colônia de Férias
  Lazer
Convenções
  Metalurgia
  Reparação de Veículos
  Máquinas Agrícolas
Galerias
  Fotos
  Escute
  Notícias
  Opinião do Sindicato
  Folha Metalúrgica
  Publicações
CNM  FTM RS  CUT
 
STIMEPA - Sindicato dos Metalurgicos da Grande Porto Alegre
Av. do Forte, 77 - Cristo Redentor - CEP 91.360-000;
Telefone: (51) 3371.9000 - Porto Alegre - RS.
De segunda à sexta, das 8h às 17h.
 
Omega Tecnologia