Notícias
 
TCU pede cautelar contra liquidação da CEITEC determinada pela Economia
Segundo relatório da Secex, o Ministério da Economia se recusou a encaminhar ao TCU os documentos que serviriam de embasamento à decisão
14/09/2020




Um parecer da Secretaria de Controle Externo do Tribunal de Contas da União pede que a Corte adote rapidamente uma medida cautelar para suspender a dissolução do Ceitec, o centro tecnológico instalado em Porto Alegre-RS que desenvolve projetos de circuitos integrados, mais conhecido como a estatal do chip.

Segundo relatório da Secex/Finanças na Tomada de Contas que analisa a empresa, o Ministério da Economia se recusou a encaminhar ao TCU os documentos que serviriam de embasamento à decisão, tomada em maio deste ano, e aponta indícios de que a mencionada análise nem foi profunda o suficiente como é de legalidade questionável.

“O Decreto 10.065/2019, que qualifica a Ceitec para o PPI, menciona a elaboração de estudos e a avaliação de alternativas de parceria com a iniciativa privada e propor ganhos de eficiência e resultados para a empresa, com vistas a garantir sua sustentabilidade econômico-financeira. Não é citado como objetivo do Comitê, a elaboração de estudos visando sua dissolução”, diz a Secex.

Reforça a desconfiança de que o Ministério da Economia não se aprofundou de verdade sobre o tema ao revelar que “os estudos que, em tese, servirão para lastrear uma possível decisão do Conselho sobre a dissolução da Ceitec, há apenas 5 dias da data da deliberação ainda estariam em fase de revisão”

Mesmo tendo deixado o governo há um mês e a liderança do programa de desestatização, o ex-secretário José Salim Mattar reagiu pelo twitter. Além de revelar seu profundo conhecimento sobre a empresa ao trata-la como “aquela estatal do ‘chip da orelha do boi’”, o ex-secretário reclama que “foi colocado R$ 1 bi do dinheiro do pagador de impostos na empresa nos últimos 10 anos”. Ainda segundo Mattar, “cabe aos órgãos de Estado respeitar a manifestação das urnas”.

Números do próprio governo indicam que foram feitos aportes de R$ 800 milhões desde 2012, mas que o ecossistema privado criado ao redor fatura mais de R$ bilhões por ano. O ex-secretário também não chegou a se manifestar sobre outro apontamento do TCU, de que só o descomissionamento da sala limpa “apresenta alto custo, da ordem de R$ 200 milhões” – ou até mais, como projeta a direção do Ceitec.

Segundo a Secex, “não se intenciona afirmar que a desestatização, ou até mesmo a dissolução da Ceitec deva ser descartada. O objeto em discussão é a forma e legalidade na condução do processo, o qual não pode se restringir a análises e medidas voltadas somente para o desempenho econômico-financeiro, sem ser dada a devida atenção às questões que justificaram a criação da empresa estatal. Não é permitido, porém, a adoção de soluções simplistas ou sem embasamento técnico para tratar das questões de interesse público”.

 

Fonte: Convergência Digital

 
Veja também
 
 
 
Canal WhatsApp
 
Ramais - SEDE STIMEPA
  • Telefone Principal: (51) 3371-9000
  • Saúde do Trabalhador - Ramal 9025
  • Cobrança - Ramal 9023 e 9028
  • Jurídico - Ramal 9029
  • Homologação - Ramal 9046
  • Secretaria Geral - Ramal 9026
  • Administrativo/Financeiro - Ramal 9018
 
Redes Sociais
 
 
Folha Metalúrgica
 
Assista
 
Escute
Escolha o áudio abaixo...

 
Boletim Eletrônico
Receba em seu e-mail o boletim eletrônico e informes do Sindicato

Não quero mais participar
 
Veja Também
 
 
Serviços
  Benefícios para Associado
  Tesouraria
  Jurídico
  Homologação
  Médico
O Sindicato
  Institucional
  História
  Diretoria
  Base do Sindicato
  Subsedes
  Aposentados
  Colônia de Férias
  Lazer
Convenções
  Metalurgia
  Reparação de Veículos
  Máquinas Agrícolas
Galerias
  Fotos
  Vídeos
  Escute
  Notícias
  Opinião do Sindicato
  Folha Metalúrgica
  Publicações
CNM  FTM RS  CUT
 
STIMEPA - Sindicato dos Metalurgicos de Porto Alegre
Av. do Forte, 77 - Cristo Redentor - CEP 91.360-000;
Telefone: (51) 3371.9000 - Porto Alegre - RS.
 
Omega Tecnologia