Notícias
 
CUT e centrais mantêm calendário de luta, mas entram em alerta por coronavírus
Sindicalistas decidiram manter o calendário de mobilização e exigiram que o Congresso Nacional suspenda a tramitação de pautas que retiram direitos da classe trabalhadora.
13/03/2020




A pandemia (disseminação mundial) do novo coronavírus (Covid-19), anunciada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e seus impactos na vida e no trabalho dos brasileiros e das brasileiras dominou os debates da CUT e demais centrais, em reunião realizada nesta quinta-feira (12), na sede do Dieese, em São Paulo.

Os sindicalistas decidiram manter o calendário de mobilização e exigiram que o Congresso Nacional suspenda a tramitação de pautas que retiram direitos da classe trabalhadora, como a Medida Provisória (MP) 905, do Contrato Verde e Amarelo e decisões do governo de Jair Bolsonaro (sem partido) que desmontam áreas como a saúde e a educação.

A classe trabalhadora tem que estar atenta à gravidade da situação, mas tem de manter sua agenda de mobilização, afirmou o presidente da CUT, Sergio Nobre.

“Estamos em estado permanente de avaliação e diariamente vamos sentar e conversar sobre a evolução do quadro e tomar as medidas que forem necessárias. O momento é de gravidade, estamos muito preocupados com os impactos econômicos e sociais dessa pandemia”, ressaltou o dirigente.

Nota pública

Depois da reunião, os sindicalistas publicaram uma nota em conjunto cobrando do governo ações de proteção aos trabalhadores e as trabalhadoras contra o coronavírus, defendendo o fortalecimento da rede pública de saúde e reivindicando que o Congresso suspenda tramitação de medidas que atacam direitos sociais e trabalhistas.

“Esse momento demanda do Estado brasileiro, em seus três poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário), a compreensão de sua excepcionalidade e a importância da ampla concentração das ações em medidas emergenciais para o enfrentamento da crise”, diz trecho do documento assinado pela CUT, Força Sindical, CTB, NCST, UGT, CGTB, CSP, Conlutas e Intersindical – Central da Classe Trabalhadora.

O presidente da CUT ressaltou outra informação que foi publicada nesta nota de que uma nova reunião será realizada para avaliar o cenário nacional. “Na próxima segunda-feira (16) a CUT e centrais voltarão a se reunir e tomar as decisões que forem necessárias”.

Preocupação

Sergio Nobre e os outros representantes das centrais sindicais também destacaram a preocupação com parcelas da classe trabalhadora que estão mais expostas ao coronavírus, como os trabalhadores do transporte público e da área de saúde.

Segundo o presidente da CUT, o momento é de tomar medidas para evitar a propagação do coronavírus e proteger a classe trabalhadora.

“A gente sabe que isso tem um custo à sociedade, inclusive já tem empresas paralisando a produção, que já deram férias coletivas aos trabalhadores e daqui a pouco vão querer reduzir jornada e o salário, com o que nós não concordamos”, ressaltou Sérgio Nobre se referindo a posição da CUT e demais centrais que lutam pela manutenção e ampliação dos direitos da classe trabalhadora.

Para Sérgio Nobre, medidas individuais e coletivas têm que ser tomadas, mas essas medidas precisam ser discutidas com a classe trabalhadora, com as centrais sindicais. “Estamos [as centrais] nos colocando à disposição das autoridades para contribuir no combate à propagação do coronavírus”.

 

Fonte: Érica Aragão – CUT Brasil

 
What do you want to do ?
New mail
 
What do you want to do ?
New mail
 
What do you want to do ?
New mail
 
Veja também
 
 
 
Canal WhatsApp
 
Ramais - SEDE STIMEPA
  • Telefone Principal: (51) 3371-9000
  • Saúde do Trabalhador - Ramal 9025
  • Cobrança - Ramal 9023 e 9028
  • Jurídico - Ramal 9029
  • Homologação - Ramal 9046
  • Secretaria Geral - Ramal 9026
  • Administrativo/Financeiro - Ramal 9018
 
Redes Sociais
 
 
Folha Metalúrgica
 
Assista
 
Escute
Escolha o áudio abaixo...

 
Boletim Eletrônico
Receba em seu e-mail o boletim eletrônico e informes do Sindicato

Não quero mais participar
 
Veja Também
 
 
O Sindicato
  Institucional
  História
  Diretoria
  Base do Sindicato
  Subsedes
  Aposentados
  Colônia de Férias
  Lazer
Serviços
  Benefícios para Associado
  Tesouraria
  Jurídico
  Homologação
  Médico
Convenções
  Metalurgia
  Reparação de Veículos
  Máquinas Agrícolas
Galerias
  Fotos
  Vídeos
  Escute
  Notícias
  Opinião do Sindicato
  Folha Metalúrgica
  Publicações
CNM  FTM RS  CUT
 
STIMEPA - Sindicato dos Metalurgicos de Porto Alegre
Av. do Forte, 77 - Cristo Redentor - CEP 91.360-000;
Telefone: (51) 3371.9000 - Porto Alegre - RS.
 
Omega Tecnologia