Notícias
 
CUT-RS apoia ato em defesa da educação, emprego e aposentadoria nesta quinta
A convocações é da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), da União Nacional dos Estudantes (UNE) e da União Estadual dos Estudantes (UEE-RS)
03/10/2019




 A CUT-RS apoia e chama os trabalhadores e as trabalhadoras a participarem do ato em defesa da educação, do emprego e da aposentadoria, que será realizado nesta quinta-feira (3), às 18h, na Esquina Democrática, no centro de Porto Alegre.

A manifestação integra as mobilizações que acontecem nesta quarta (2) e quinta, a partir das convocações da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), da União Nacional dos Estudantes (UNE) e da União Estadual dos Estudantes (UEE-RS).

Um dos protestos é contra os cortes de recursos na educação pelo governo Bolsonaro. O ministro da Educação, Abraham Weintraub, anunciou segunda um desbloqueio de quase R$ 2 bilhões no orçamento da pasta, o que corresponde somente à metade da verba que foi cortada.

“Desde o início, apoiamos professores e estudantes na luta contra as políticas nocivas de educação do presidente Jair Bolsonaro (PSL), do governador Eduardo Leite (PSDB) e do prefeito Nelson Marchezan Jr. (PSDB). Eles atacam universidades, institutos federais e escolas públicas, desvalorizando os educadores e a qualidade do ensino”, afirma o presidente da CUT-RS, Claudir Nespolo. “Leite, por exemplo, conseguiu uma nova façanha com o atraso recorde no pagamento da folha de setembro, que só começará no dia 15 de outubro”, critica.

Para Nespolo, “não podemos permitir que a educação e a saúde sejam tratadas como mercadorias por esses governos de plantão. Queremos mais investimentos públicos e salários decentes para fortalecer a educação pública e garantir o futuro dos nossos jovens”.

O dirigente da CUT-RS defende também a geração de empregos com carteira assinada para combater o desemprego, a informalidade e a precarização do trabalho, e estimular a retomada do crescimento econômico. “Após quase dois anos de vigência, a reforma trabalhista não cumpriu a promessa de criar milhões de empregos. A mentira virou um tremendo fracasso e quem está pagando o pato é trabalhador e a trabalhadora”, denuncia.

A manifestação servirá ainda para pressionar os senadores para que não aprovem a reforma da Previdência, cujo processo de votação está em andamento. “O governo e a mídia comprada estão escondendo o conteúdo perverso da proposta do Bolsonaro, que só agrada ao mercado financeiro, mas retira direitos da classe trabalhadora, fixa idade mínima de 65 anos (homens) e 62 anos (mulheres) para se aposentar e reduz o cálculo das novas aposentadorias e pensões, dentre outras maldades”, aponta Nespolo. “Querem empobrecer o povo brasileiro para aumentar os lucros dos donos do capital”, conclui.

Fonte- Cut – RS

 

 
Veja também
 
 
Ramais - SEDE STIMEPA
  • Telefone Principal: (51) 3371-9000
  • Saúde do Trabalhador - Ramal 9025
  • Cobrança - Ramal 9023 e 9028
  • Jurídico - Ramal 9029
  • Homologação - Ramal 9046
  • Secretaria Geral - Ramal 9026
  • Administrativo/Financeiro - Ramal 9018
 
Redes Sociais
 
 
Folha Metalúrgica
 
Assista
 
Escute
Escolha o áudio abaixo...

 
Boletim Eletrônico
Receba em seu e-mail o boletim eletrônico e informes do Sindicato

Não quero mais participar
 
Veja Também
 
 
O Sindicato
  Institucional
  História
  Diretoria
  Base do Sindicato
  Subsedes
  Aposentados
  Colônia de Férias
  Lazer
Serviços
  Benefícios para Associado
  Tesouraria
  Jurídico
  Homologação
  Médico
Convenções
  Metalurgia
  Reparação de Veículos
  Máquinas Agrícolas
Galerias
  Fotos
  Vídeos
  Escute
  Notícias
  Opinião do Sindicato
  Folha Metalúrgica
  Publicações
CNM  FTM RS  CUT
 
Stimepa - Sindicato dos Metalurgicos de Porto Alegre
Av. Francisco Trein, 116 - Cristo Redentor - CEP 91350-200
Telefone: (51) 3371.9000 - Porto Alegre - RS
 
Omega Tecnologia