Notícias
 
Pesquisa CNI/Ibope mostra que maioria é contra reforma da Previdência
Reforma da Previdência NÃO
08/05/2019




Apenas 36% dos brasileiros conhecem a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 006/2019, da reforma da Previdência, que institui a obrigatoriedade da idade mínima (65 anos para homens e 62 mulheres), aumenta o tempo mínimo de contribuição de 15 para 20 anos e reduz o valor das aposentadorias, entre outras alterações de regras de concessão do benefício. Só 6% dizem ter amplo conhecimento do texto e 30% conhecem os principais pontos.

No pequeno universo dos que conhecem (36%) o conteúdo da reforma do governo de Jair Bolsonaro (PSL), 51% são contra e 39% são a favor da proposta do governo.

Os dados são da pesquisa Retratos da Sociedade Brasileira – Reforma da Previdência, encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), divulgada nesta quarta-feira (8).

A reforma da Previdência, que a maioria não sabe o que prevê, é considerada necessária por seis em cada dez brasileiros, ou 59% dos brasileiros. No entanto, 80% disseram que a aposentadoria pode ser concedida até os 60 anos, comprovando que não sabem que a PEC prevê uma idade mínima maior e, se a reforma for aprovada, essa idade vai aumentar cada vez mais, sempre que o IBGE indicar aumento na expectativa de vida a partir dos 65 anos.

Mais contraditória ainda é a opinião de 72% dos entrevistados que disseram apoiar o estabelecimento de uma idade mínima de acesso à aposentadoria.

Apoio irrestrito ao BPC que Bolsonaro quer restringir para poucos

A maioria dos entrevistados pelo IBOPE (77%) também afirmou que é dever da sociedade garantir um salário mínimo a todos os idosos de baixa renda, inclusive àqueles que nunca contribuíram para a Previdência.

A PEC da reforma da Previdência prevê que o valor do Benefício de Prestação Continuada (BCP) – um salário mínimo (R$ 998,00) pago a idosos em condição de miserabilidade a partir dos 65 anos – seja reduzido para R$ 400,00, que seria pago a partir dos 60 anos. O salário mínimo integral só seria pago se quando esses idosos completassem 70 anos.

Metodologia

A pesquisa foi feita entre os dias 12 e 15 de abril e entrevistou 2.000 eleitores com 16 anos ou mais, em 126 municípios. A margem de erro da pesquisa é de 2 pontos percentuais, para cima e para baixo, com 95% de confiança.

 

 

Fonte: CUT Nacional

 
Veja também
 
 
Ramais - SEDE STIMEPA
  • Telefone Principal: (51) 3371-9000
  • Saúde do Trabalhador - Ramal 9025
  • Cobrança - Ramal 9023 e 9028
  • Jurídico - Ramal 9029
  • Homologação - Ramal 9046
  • Secretaria Geral - Ramal 9026
  • Administrativo/Financeiro - Ramal 9018
 
Redes Sociais
 
 
Folha Metalúrgica
 
Assista
 
Escute
Escolha o áudio abaixo...

 
Boletim Eletrônico
Receba em seu e-mail o boletim eletrônico e informes do Sindicato

Não quero mais participar
 
Veja Também
 
 
O Sindicato
  Institucional
  História
  Diretoria
  Base do Sindicato
  Subsedes
  Aposentados
  Colônia de Férias
  Lazer
Serviços
  Benefícios para Associado
  Tesouraria
  Jurídico
  Homologação
  Médico
Convenções
  Metalurgia
  Reparação de Veículos
  Máquinas Agrícolas
Galerias
  Fotos
  Vídeos
  Escute
  Notícias
  Opinião do Sindicato
  Folha Metalúrgica
  Publicações
CNM  FTM RS  CUT
 
Stimepa - Sindicato dos Metalurgicos de Porto Alegre
Av. Francisco Trein, 116 - Cristo Redentor - CEP 91350-200
Telefone: (51) 3371.9000 - Porto Alegre - RS
 
Omega Tecnologia