Notícias
 
Metalúrgicos da CUT debatem ações contra reformas trabalhista e da Previdência
Encontro nestas terça e quarta (24 e 25), na sede da CNM/CUT, reunirá especialistas, parlamentares e sindicalistas para debater impacto das reformas e organizar ações da categoria para barrá-las
23/01/2017


A partir da esq.: Zé Maria (FUP), Bebel (Apeoesp), Gabas (ex-ministro), Paulo Cayres (CNM/CUT), Deputado Zarattini,


 A Confederação Nacional dos Metalúrgicos da CUT (CNM/CUT) realiza, nestas terça e quarta-feira (24 e 25), encontro de dirigentes sindicais da categoria de todo o país com especialistas para debater os impactos das reformas trabalhista e da Previdência sobre os direitos e conquistas da classe trabalhadora. O objetivo é planejar ações unificadas dos metalúrgicos cutistas para barrar o retrocesso que o governo golpista quem impor aos trabalhadores e à sociedade.

A atividade - que acontece na sede da CNM/CUT, em São Bernardo do Campo (SP) - terá paineis com especialistas, como o ex-ministro da Previdência, Carlos Gabas, e o jornalista Luis Nassif, e com representantes no Congresso Nacional, como líder do PT na Câmara dos Deputados, Carlos Zarattini, e o senador Lindbergh Farias, além de dirigentes da CUT Nacional, da Apeoesp (sindicato dos professores da rede pública de São Paulo), Contag (Confederação dos Trabalhadores na Agricultura), dos petroleiros e do Macrossetor da Indústria da CUT (que reúne entidades de todos os ramos da indústria). Também foram convidados representantes dos bancários e de outras categorias. Confira a programação no final da matéria.

O presidente da CNM/CUT, Paulo Cayres, destaca que a mobilização será fundamental em todos os estados para pressionar os deputados e senadores em suas bases eleitorais a rejeitarem as reformas do governo e também os projetos que atacam os direitos dos trabalhadores que estão tramitando no Congresso Nacional, como o da terceirização sem limites. "Na reunião, os sindicalistas poderão conhecer a fundo tudo o que as reformas trazem e debater lutas conjuntas da categoria para barrar os ataques que o golpista Temer quem impor à nossa classe. A partir dos paineis com os especialistas, vamos debater ações e estratégias para pressionar os parlamentares em suas cidades e regiões e não apenas em Brasília. Vamos deixar claro aos parlamentares que, caso votem contra os trabalhadores, eles serão denunciados imediatamente em suas bases e também em 2018 em suas campanhas eleitorais", assinala Cayres.

A Confederação representa cerca de 700 mil metalúrgicos em todo o país, em todos os segmentos do ramo.

 

Via: CNM/CUT

 
Veja também
 
 
Ramais - SEDE STIMEPA
  • Telefone Principal: (51) 3371-9000
  • Saúde/Clínico Geral - Ramal 9024
  • Saúde do Trabalhador - Ramal 9025
  • Cobrança - Ramal 9023 e 9028
  • Jurídico - Ramal 9029
  • Homologação - Ramal 9046
  • Secretaria Geral - Ramal 9026
  • Administrativo/Financeiro - Ramal 9018
 
Redes Sociais
 
 
Folha Metalúrgica
 
Assista
 
Escute
Escolha o áudio abaixo...

 
Boletim Eletrônico
Receba em seu e-mail o boletim eletrônico e informes do Sindicato

Não quero mais participar
 
Veja Também
 
 
O Sindicato
  Institucional
  História
  Diretoria
  Base do Sindicato
  Subsedes
  Aposentados
  Lazer
Serviços
  Benefícios para Associado
  Tesouraria
  Jurídico
  Homologação
  Médico
Convenções
  Metalurgia
  Reparação de Veículos
  Máquinas Agrícolas
Galerias
  Fotos
  Vídeos
  Escute
  Notícias
  Opinião do Sindicato
  Folha Metalúrgica
  Publicações
CNM  FTM RS  CUT
 
Stimepa - Sindicato dos Metalurgicos de Porto Alegre
Av. Francisco Trein, 116 - Cristo Redentor - CEP 91350-200
Telefone: (51) 3371.9000 - Porto Alegre - RS
 
Omega Tecnologia