Notícias
 
Escândalo: pra esconder a verdade e enganar opinião pública, mídia desvirtua objetivo da Operação Zelotes
Relator afirma que ação da Rede Globo foi criminosa, visou mudar o foco dos crimes e jogar mais uma vez a opinião pública contra o ex-presidente Lula
27/10/2015




Há anos, circula nas redes sociais uma ilustração que mostra a logomarca da Rede Globo como se fosse uma câmera e os dizeres "Sorria, você está sendo manipulado!". Esta peça antipublicitária nunca esteve tão atualizada.

Por meio de seus telejornais, a Rede Globo cometeu mais um de seus atentados à opinião pública brasileira, manipulando e desvirtuando a cobertura da Operação Zelotes, escândalo de corrupção que envolve grandes empresas privadas, a maior parte delas anunciantes da mídia brasileira. Entre as empresas está a gaúcha RBS, afiliada da própria Rede Globo.

Segundo o deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS), relator da CPI que apura as irregularidades no Carf, a manipulação da rede Globo foi "criminosa", porque "mentiu descaradamente" em seus telejornais ao dizer que a Zelotes é uma operação para investigar compra e venda de Medidas Provisórias para o setor automobilístico, quando, na verdade, apura crimes de sonegação envolvendo sua retransmissora no Sul. "A investigação apura um esquema criminoso de sonegação fiscal que provocou prejuízo aos cofres públicos da ordem de R$ 21 bilhões, um esquema para reduzir valor de multas envolve conselheiros do Carf e grandes empresas", ressaltou. 

Em nova fase da investigação nesta segunda, 26 de outubro, os policiais fizeram buscas em duas empresas de um dos filhos de Lula, o empresário Luis Claudio Lula da Silva. A Rede Globo apressou-se a vincular as supostas irregularidades à Operação Zelotes. "Estão forçando a barra para dizer que houve pagamento a uma empresa do filho do Lula, mas se esquecem de um detalhe importante: a MP 471 foi editada em 2009, e empresa do filho do Lula só foi criada em 2011. E não dá para vincular a MP a contrato que só iria ocorrer em 2014 e um pagamento realizado em 2015, seis anos depois. Não faz sentido relacionar o contrato do filho do Lula com a MP", afirmou o deputado.

Pimenta lembrou que a Zelotes, desde que foi deflagrada, sempre foi escondida pelos jornais brasileiros, já que é um escândalo que envolve, justamente, o poder econômico que a mídia atua para proteger. Agora, "criaram essa história sem pé nem cabeça para atingir o ex-presidente Lula na véspera do seu aniversário", acusou. 

Por fim, Pimenta destacou ainda que, "estranhamente" e de forma "privilegiada", a imprensa teve acesso aos documentos da 4ª fase da Operação Zelotes, enquanto ao advogado de defesa de Luis Claudio Lula da Silva, que ficou plantado em frente à Polícia Federal desde as 8h30 desta segunda-feira, o acesso aos autos foi negado.

A manipulação claramente visa mudar o foco da Operação Zelotes e desgastar a imagem do ex-presidente Lula, possível candidato a presidente em 2018.

 
Veja também
 
 
Ramais - SEDE STIMEPA
  • Telefone Principal: (51) 3371-9000
  • Saúde do Trabalhador - Ramal 9025
  • Cobrança - Ramal 9023 e 9028
  • Jurídico - Ramal 9029
  • Homologação - Ramal 9046
  • Secretaria Geral - Ramal 9026
  • Administrativo/Financeiro - Ramal 9018
 
Redes Sociais
 
 
Folha Metalúrgica
 
Assista
 
Escute
Escolha o áudio abaixo...

 
Boletim Eletrônico
Receba em seu e-mail o boletim eletrônico e informes do Sindicato

Não quero mais participar
 
Veja Também
 
 
O Sindicato
  Institucional
  História
  Diretoria
  Base do Sindicato
  Subsedes
  Aposentados
  Colônia de Férias
  Lazer
Serviços
  Benefícios para Associado
  Tesouraria
  Jurídico
  Homologação
  Médico
Convenções
  Metalurgia
  Reparação de Veículos
  Máquinas Agrícolas
Galerias
  Fotos
  Vídeos
  Escute
  Notícias
  Opinião do Sindicato
  Folha Metalúrgica
  Publicações
CNM  FTM RS  CUT
 
Stimepa - Sindicato dos Metalurgicos de Porto Alegre
Av. Francisco Trein, 116 - Cristo Redentor - CEP 91350-200
Telefone: (51) 3371.9000 - Porto Alegre - RS
 
Omega Tecnologia