Notícias
 
74% dos brasileiros deverão utilizar 13º para saldar dívidas
A primeira parcela precisa ser paga até 30 de novembro e a segunda, até 20 de dezembro
27/10/2015




Com a inflação elevada corroendo a renda e o aumento das taxas de juros, 74% dos brasileiros pretendem utilizar o 13º salário para pagar dívidas já contraídas. É um aumento na comparação com 2014, quando 68% usariam o recurso para isso. As informações são da pesquisa da Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), divulgada ontem e realizada com 1.037 consumidores de todas as classes sociais.

A primeira parcela precisa ser paga até 30 de novembro e a segunda, até 20 de dezembro. Para a associação, o alto percentual demonstra que "a redução da atividade econômica, a elevação das taxas de juros e a inflação elevaram o endividamento dos consumidores". A pesquisa mostra também que 8% dos consumidores pretendem usar parte do 13º para comprar presentes, uma queda de 27,27% em relação a 2014.

Cautela

Contudo, o que chama a atenção é que a maior parte das dívidas (44%) é no cartão de crédito. Em seguida estão cheque especial (39%) e financiamento bancário em atraso (7%). Por outro lado, a Anefac aponta que houve uma redução de 20% na quantidade de consumidores que possuíam dívidas com prestações do comércio em atraso - confirmando o direcionamento de recursos para pagar as dívidas existentes.

Entre os 8% que pretendem dar presentes, 75% querem comprar roupas e 65% optarão por eletroeletrônicos e eletroportáteis. Com a renda pressionada, apenas 8% já se organizam para pagar as contas de início de ano, como IPVA (imposto sobre veículos), IPTU (sobre prédios), matrícula e material escolar - para os que têm filhos. "Isto se deve ao fato de que com o maior endividamento das famílias, a maior parte destes recursos será destinada ao pagamento de dívidas, o que reduz o volume de recursos que sobram para aplicações financeiras", afirma a Anefac, em nota.

Os presentes serão mais baratos neste ano também, segundo a entidade. Se em 2014 um total de 13% pretendiam gastar mais de R$ 500,00 em presentes, este ano o percentual caiu para 10%. Além disso, 42% pretendem gastar entre R$ 200,00 e R$ 500,00, seguidos por 32% que vão desembolsar entre R$ 100,00 e R$ 200,00 com presentes.

 

 

Fonte: Jornal O Estado do Ceará

 
Veja também
 
 
Ramais - SEDE STIMEPA
  • Telefone Principal: (51) 3371-9000
  • Saúde/Clínico Geral - Ramal 9024
  • Saúde do Trabalhador - Ramal 9025
  • Cobrança - Ramal 9023 e 9028
  • Jurídico - Ramal 9029
  • Homologação - Ramal 9046
  • Secretaria Geral - Ramal 9026
  • Administrativo/Financeiro - Ramal 9018
 
Redes Sociais
 
 
Folha Metalúrgica
 
Assista
 
Escute
Escolha o áudio abaixo...

 
Boletim Eletrônico
Receba em seu e-mail o boletim eletrônico e informes do Sindicato

Não quero mais participar
 
Veja Também
 
 
O Sindicato
  Institucional
  História
  Diretoria
  Base do Sindicato
  Subsedes
  Aposentados
  Lazer
Serviços
  Tesouraria
  Jurídico
  Homologação
  Médico
Convenções
  Metalurgia
  Reparação de Veículos
  Máquinas Agrícolas
Galerias
  Fotos
  Vídeos
  Escute
  Notícias
  Opinião do Sindicato
  Folha Metalúrgica
  Publicações
CNM  FTM RS  CUT
 
Stimepa - Sindicato dos Metalurgicos de Porto Alegre
Av. Francisco Trein, 116 - Cristo Redentor - CEP 91350-200
Telefone: (51) 3371.9000 - Porto Alegre - RS
 
Omega Tecnologia