Notícias
 
Governo Sartori assume e impõe retrocessos sociais para os gaúchos
Em pouco mais de um mês no governo, governador inicia desmonte do estado
01/02/2015


Aqui no Estado, o novo governador José Ivo Sartori – que na campanha dizia que os professores deveriam buscar piso na Tumelero – fez uma série de trapalhadas: anunciou vários secretários que não conhecem as áreas que vão dirigir; sem conhecer as contas do Estado disse que o salários dos servidores – que nunca atrasou nos últimos quatro anos – iria atrasar; anunciou a extinção de importantes secretarias de inclusão social, como a Secretaria de Políticas para Mulheres e a Secretaria da Economia Solidária e de Apoio à Micro e Pequena Empresas, sem que isso traga economia aos cofres públicos; mandou suspender a nomeação de aprovados em concursos e contratação de servidores; anunciou o calote de 180 dias no pagamento de fornecedores; sancionou o projeto que reajustava seu próprio salário em percentual bem acima da inflação; suspendeu o pagamento das consultas aos médicos do IPE; mandou extinguir o atendimento aeromédico; mandou cortar o número de policiais nas estradas e praias gaúchas; mandou suspender o edital de produção audiovisual da TVE; entre outras trapalhadas. Ufa! Tudo isso em pouco mais de um mês!

A pressão popular e a repercussão negativa de algumas medidas fizeram o novo governador voltar atrás em alguns itens, como o reajuste do próprio salário e a extinção do atendimento aeromédico (manteve a redução da equipe).

Pra piorar o caldo do retrocesso e deixar claro que pretende desmontar o Estado, o novo governo já fala em reduzir ou eliminar alguns órgãos importantes, como o Badesul, a Corag , a FEE e a Uergs.

O início tumultuado, rapidamente deixou o governo refém do apoio da mídia, particularmente do Grupo RBS. Há uma enorme operação de blindagem, recheada de editoriais e colunas elogiosas, para criar uma cortina de fumaça e esconder as trapalhadas do governo.

O movimento sindical está de olho e vai lutar para que Sartori, em vez de acabar com o Estado, passe a governá-lo de fato, e, em vez de impor retrocessos, encontre saídas para avançar na condução do RS.

 
Veja também
 
 
Ramais - SEDE STIMEPA
  • Telefone Principal: (51) 3371-9000
  • Saúde do Trabalhador - Ramal 9025
  • Cobrança - Ramal 9023 e 9028
  • Jurídico - Ramal 9029
  • Homologação - Ramal 9046
  • Secretaria Geral - Ramal 9026
  • Administrativo/Financeiro - Ramal 9018
 
Redes Sociais
 
 
Folha Metalúrgica
 
Assista
 
Escute
Escolha o áudio abaixo...

 
Boletim Eletrônico
Receba em seu e-mail o boletim eletrônico e informes do Sindicato

Não quero mais participar
 
Veja Também
 
 
O Sindicato
  Institucional
  História
  Diretoria
  Base do Sindicato
  Subsedes
  Aposentados
  Colônia de Férias
  Lazer
Serviços
  Benefícios para Associado
  Tesouraria
  Jurídico
  Homologação
  Médico
Convenções
  Metalurgia
  Reparação de Veículos
  Máquinas Agrícolas
Galerias
  Fotos
  Vídeos
  Escute
  Notícias
  Opinião do Sindicato
  Folha Metalúrgica
  Publicações
CNM  FTM RS  CUT
 
Stimepa - Sindicato dos Metalurgicos de Porto Alegre
Av. Francisco Trein, 116 - Cristo Redentor - CEP 91350-200
Telefone: (51) 3371.9000 - Porto Alegre - RS
 
Omega Tecnologia