Notícias
 
Pesquisa aponta queda do desemprego na capital
Taxa de desemprego em Porto Alegre e Região Metropolitana continua em queda: passou de 6,4% para 5,9% da população economicamente ativa
29/01/2015




A taxa de desemprego em Porto Alegre e na Região Metropolitana continua em queda: passou de 6,4% para 5,9% da população economicamente ativa (PEA). O percentual é o menor da história e mantém a trajetória de declínio iniciada em 2004. É o que revelam os dados da Pesquisa de Emprego e Desemprego na Região Metropolitana de Porto Alegre (PED-RMPA), divulgados na Fundação da Economia e Estatística. A estimativa é que o contingente de pessoas na condição de desempregadas na RMPA em 2014 tenha sido de 109 mil, 13 mil a menos que em 2013.

Coordenador da pesquisa pela FEE, o estatístico Rafael Caumo destacou, no entanto, que os resultados apontam para um comportamento desfavorável em diversos indicadores que refletem o desempenho do mercado de trabalho da RMPA. No comparativo entre 2014 e 2013, houve redução do contingente da PEA (que corresponde àqueles que efetivamente compõem a força de trabalho), pelo segundo ano consecutivo, fenômeno inédito desde o início da série histórica da pesquisa, em 1993.

"A redução da taxa de desemprego mesmo em um cenário de não expansão da ocupação e do emprego foi viabilizada pela forte redução da PEA, caracterizada pela saída de pessoas do mercado de trabalho para a condição de inativos, encontrando sustento a partir de outras fontes. Ou seja, reduziu-se a quantidade de pessoas no mercado de trabalho e, dentre essas, a proporção de desempregados diminuiu mesmo com uma redução absoluta na quantidade de pessoas ocupadas", explica o estatístico.

Redução da população economicamente ativa

Para o analista da FEE, Raul Assumpção Bastos, responsável pelas análises dos dados socioeconômicos, dois fatores podem ser apontados para explicar a redução da PEA. O primeiro é o fato de ter aumentado a proporção de jovens que somente estudam, e o segundo fator seria a redução, a partir de 2009, da taxa de participação feminina no mercado de trabalho. "Isso pode ser relacionado com o fato de a taxa de desemprego dos chefes de domicílio estar em patamares bem baixos, em 3,3% em 2014. Nos anos 90 e 2000, no contexto de um mercado de trabalho mais deteriorado, a taxa de participação feminina teve aumento significativo", esclarece.

Em relação ao nível ocupacional, no comparativo entre 2014/2013, também ocorreu redução de 2,1% no contingente de ocupados, a maior da série histórica da pesquisa. Já em relação à renda, verificou-se relativa estabilidade na renda média dos ocupados e uma pequena perda para os assalariados, com variações de -0,1% e -0,5%, respectivamente. "Nesse contexto, a massa de rendimentos reais gerada pelo trabalho na RMPA se reduziu em 2% para os ocupados e em 2,7% para os assalariados. Essa queda foi causada principalmente pela redução da ocupação e do emprego, uma vez que a renda média não apresentou grandes variações", avalia Caumo.

A pesquisa é desenvolvida pela Fundação de Economia e Estatística e pela Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS), em convênio com o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), Prefeitura Municipal de Porto Alegre e Fundação Seade de São Paulo. Conta com apoio do Ministério do Trabalho e Emprego e recursos financeiros do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

 

*Com informações da assessoria de imprensa da FEE

 
Veja também
 
 
Canal WhatsApp
 
Ramais - SEDE STIMEPA
  • Telefone Principal: (51) 3371-9000
  • Saúde do Trabalhador - Ramal 9025
  • Cobrança - Ramal 9023 e 9028
  • Jurídico - Ramal 9029
  • Homologação - Ramal 9046
  • Secretaria Geral - Ramal 9026
  • Administrativo/Financeiro - Ramal 9018
 
Redes Sociais
 
 
Folha Metalúrgica
 
Assista
 
Escute
Escolha o áudio abaixo...

 
Boletim Eletrônico
Receba em seu e-mail o boletim eletrônico e informes do Sindicato

Não quero mais participar
 
Veja Também
 
 
O Sindicato
  Institucional
  História
  Diretoria
  Base do Sindicato
  Subsedes
  Aposentados
  Colônia de Férias
  Lazer
Serviços
  Benefícios para Associado
  Tesouraria
  Jurídico
  Homologação
  Médico
Convenções
  Metalurgia
  Reparação de Veículos
  Máquinas Agrícolas
Galerias
  Fotos
  Vídeos
  Escute
  Notícias
  Opinião do Sindicato
  Folha Metalúrgica
  Publicações
CNM  FTM RS  CUT
 
STIMEPA - Sindicato dos Metalurgicos de Porto Alegre
Av. do Forte, 77 - Cristo Redentor - CEP 91.360-000;
Telefone: (51) 3371.9000 - Porto Alegre - RS.
 
Omega Tecnologia