Notícias
 
Metalúrgicos da CUT querem implantação do Inovar-Máquinas em 2014
Proposta foi discutida na reunião da direção plena da CNM/CUT. Documento será entregue em março ao Conselho de Competitividade de Bens de Capital do Plano Brasil Maior
17/12/2013


A Confederação Nacional dos Metalúrgicos da CUT (CNM/CUT) vai formalizar, em março de 2014, o pedido de que o governo federal implante o Programa Inovar-Máquinas, voltado ao estímulo ao setor de bens de capital e aos empregos do setor.

Texto sobre o programa foi aprovado nesta terça-feira (17), em reunião da direção plena da CNM/CUT, após uma análise sobre o setor, em painel que teve a presença José Velloso Dias Cardoso, presidente executivo da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas (Abimaq), Paulo Cayres, presidente da CNM/CUT, e o coordenador do setor de bens de capital da Confederação, Loricardo de Oliveira. O painel foi coordenado pela secretária de Formação da CNM, Michele Ciciliato.

Na avaliação sobre o setor, o representante da Abimaq concordou que é necessário renovar o maquinário das indústrias, mas disse que para isso é preciso estímulos como a redução da taxa de importação e do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).

Fim da rotatividade

Já Loricardo de Oliveira destacou que para os trabalhadores, o fundamental é que a indústria brasileira de bens de capital se desenvolva com respeito a premissas fundamentais, como o fim da rotatividade da mão de obra, a garantia de empregos e contrapartidas sociais. “No setor de máquinas e equipamentos, a rotatividade é maior quando comparada aos demais segmentos da indústria metalúrgica, chegando a 57,5%”, disse Loricardo, que também é secretário de Política Sindical da Confederação.

Por isso, prosseguiu o dirigente, para a Confederação não adianta apenas discutir mecanismos que garantam o desenvolvimento do setor apenas sob a ótica empresarial. “A CNM/CUT vai apresentar as suas propostas no Conselho de Competitividade de Bens de Capital do Plano Brasil Maior (PBM) e quer que elas sejam efetivamente discutidas”, insistiu.

O presidente da CNM/CUT, Paulo Cayres, destacou que os direitos dos trabalhadores devem sempre estar na pauta e que, particularmente no setor de bens de capital, isto tem sido deixado de lado. “Enquanto o crescimento geral da indústria metalúrgica foi de 83%, este setor cresceu quase 127% nos últimos 10 anos. Infelizmente, a remuneração média entre 2007 e 2012 aumentou só 5,4%, contra 17% de ganhos reais nos outros setores”, ressaltou Cayres.

Entre as propostas que a Confederação levará ao PBM, está a de aumento do índice de nacionalização na produção de máquinas e equipamentos, programas específicos voltados à qualificação profissional dos trabalhadores, e estímulos para as empresas que mantiverem a média salarial, reduzirem a rotatividade e que comprovem o cumprimento da Norma Regulamentadora 12, que define procedimentos para o trabalho em máquinas e prensas.

De acordo com a Subseção do Dieese da CNM/CUT e FEM-CUT/SP, o setor de bens de capital emprega cerca de 550 mil trabalhadores em todo o país.

 

 

Fonte: Solange do Espírito Santo – assessoria de imprensa da CNM/CUT
 

 
Veja também
 
 
Ramais - SEDE STIMEPA
  • Telefone Principal: (51) 3371-9000
  • Saúde/Clínico Geral - Ramal 9024
  • Saúde do Trabalhador - Ramal 9025
  • Cobrança - Ramal 9023 e 9028
  • Jurídico - Ramal 9029
  • Homologação - Ramal 9046
  • Secretaria Geral - Ramal 9026
  • Administrativo/Financeiro - Ramal 9018
 
Redes Sociais
 
 
Folha Metalúrgica
 
Assista
 
Escute
Escolha o áudio abaixo...

 
Boletim Eletrônico
Receba em seu e-mail o boletim eletrônico e informes do Sindicato

Não quero mais participar
 
Veja Também
 
 
O Sindicato
  Institucional
  História
  Diretoria
  Base do Sindicato
  Subsedes
  Aposentados
  Lazer
Serviços
  Tesouraria
  Jurídico
  Homologação
  Médico
Convenções
  Metalurgia
  Reparação de Veículos
  Máquinas Agrícolas
Galerias
  Fotos
  Vídeos
  Escute
  Notícias
  Opinião do Sindicato
  Folha Metalúrgica
  Publicações
CNM  FTM RS  CUT
 
Stimepa - Sindicato dos Metalurgicos de Porto Alegre
Av. Francisco Trein, 116 - Cristo Redentor - CEP 91350-200
Telefone: (51) 3371.9000 - Porto Alegre - RS
 
Omega Tecnologia