Notícias
 
Política de juros é alvo de protestos no Brasil inteiro
Manifestantes pedem a presidenta Dilma um basta nos aumentos da taxa de juros do país
26/11/2013


CUT e sindicatos filiados realizaram ato em frente ao Banco Central de Porto Alegre na manhã da terça, 26/11


Representantes da CUT e sindicatos filiados da região realizaram na manhã de hoje, 26 de novembro, um ato público em frente ao Banco Central em Porto Alegre para protestar contra a política de juros do governo federal, que favorece apenas banqueiros e especuladores por meio de sucessivos aumentos na Taxa Selic. A militância também reivindicou mudanças na política monetária a partir desta semana em que o COPOM (Comitê de Política Monetária) se reúne para definir o índice a ser adotado. A manifestação foi realizada simultaneamente em todo o país e marcou o Dia Nacional de Lutas pela Redução Imediata dos Juros.

Caso aconteça novo reajuste nos juros, está será a sétima elevação neste ano e poderá levar a taxa de juros dos atuais 9,5% para até 10%. Para o presidente da CUT/RS , Claudir Antônio Nespolo, cada meio ponto percentual de aumento na taxa de juros, retira R$ 10 bilhões em recursos que poderiam ser aplicados em programas que beneficiam o conjunto da sociedade, mas são direcionados como juros para os bancos. “Esta política acaba por incentivar a aplicação em papéis e não na produção, o que tem impacto nos empregos. Reconhecemos como positiva a política do governo no que diz respeito a geração de empregos nos últimos anos, mas denunciamos e somos contrários a política de juros, que tem que ser modificada”, alertou ele.

A CUT defende a mudança da atual política de juros, pois ela vem empobrecendo a população e enriquecendo ainda mais os bancos e os especuladores. “Defendemos uma regulamentação para o setor, com controle social, e reiteramos que o governo não pode ceder a pressão do setor, que ameaça com a fantasiosa volta da inflação para continuar angariando os seus enormes lucros”, disse Nespolo, que também defendeu modificações na tabela do Imposto de Renda. “Não é justo que um trabalhador que ganha cerca de mil e setecentos reais já pague imposto de renda. É ainda menos justo que quem ganha cerca de quatro mil pague a mesma alíquota de quem ganha dez ou vinte mil. Temos que exigir que sejam criadas novas alíquotas para taxar efetivamente as grandes fortunas deste país”, disse ele.

O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Porto Alegre, Lírio Segalla, que estava acompanhado do vice, Marcos Muller, e dos dirigentes Arlete Febbe e Gil Costa, reforçou os argumentos apresentados pelo presidente da CUT. Segundo ele, o local escolhido (frente da sede gaúcha do Banco Central), além de ser um órgão governamental, também simboliza o dinheiro e o poder de nosso país. “Temos de lutar contra os juros altos, que benefia apenas o setor rentista que lucra com a especulação, prejudicando o setor produtivo, que é quem gera empregos”, afimou.

 

 

Por Geraldo Muzykant, com informações e fotos de Jean Lazarotto e informações da CUT-RS

 
Veja também
 
 
Ramais - SEDE STIMEPA
  • Telefone Principal: (51) 3371-9000
  • Saúde do Trabalhador - Ramal 9025
  • Cobrança - Ramal 9023 e 9028
  • Jurídico - Ramal 9029
  • Homologação - Ramal 9046
  • Secretaria Geral - Ramal 9026
  • Administrativo/Financeiro - Ramal 9018
 
Redes Sociais
 
 
Folha Metalúrgica
 
Assista
 
Escute
Escolha o áudio abaixo...

 
Boletim Eletrônico
Receba em seu e-mail o boletim eletrônico e informes do Sindicato

Não quero mais participar
 
Veja Também
 
 
O Sindicato
  Institucional
  História
  Diretoria
  Base do Sindicato
  Subsedes
  Aposentados
  Colônia de Férias
  Lazer
Serviços
  Benefícios para Associado
  Tesouraria
  Jurídico
  Homologação
  Médico
Convenções
  Metalurgia
  Reparação de Veículos
  Máquinas Agrícolas
Galerias
  Fotos
  Vídeos
  Escute
  Notícias
  Opinião do Sindicato
  Folha Metalúrgica
  Publicações
CNM  FTM RS  CUT
 
Stimepa - Sindicato dos Metalurgicos de Porto Alegre
Av. Francisco Trein, 116 - Cristo Redentor - CEP 91350-200
Telefone: (51) 3371.9000 - Porto Alegre - RS
 
Omega Tecnologia